Departamento de Ciências Fisiológicas (CFS)
  • A surpreendente relação recíproca entre mãe e prole

    Publicado em 21/06/2023 às 12:50

    Glicocorticoides são hormônios comumente utilizados na prática médica para ajudar o amadurecimento fetal em gestações com risco de parto prematuro. Entretanto, trabalho científico desenvolvido no Laboratório de Estudos em Neuroendocrinologia e Comportamento (LENEC) do Departamento de Ciências Fisiológicas, sob orientação da Profa. Dra. Fernanda B. Lima, demonstrou que essa prática no final da gravidez pode trazer prejuízo à interação mãe-filho após o nascimento. O estudo demonstrou que a exposição de ratas prenhas a altas doses de glicocorticoides pode reduzir o comportamento parental das mães e induzir baixo crescimento e aumento de mortalidade fetal. Quando mães que não haviam recebido a droga cuidaram de filhotes expostos a glicocorticoides houve redução da mortalidade dos mesmos. Surpreendentemente, quando mães tratadas com glicocorticoides cuidaram de filhotes que não haviam sido expostos à droga houve restauração de seus comportamentos parentais, ou seja, os cuidados com a prole foram os mesmos daqueles exibidos por mães não tratadas com glicocorticoides. Isso mostra que o cuidado materno apropriado depende de estímulos adequados que são característicos de filhotes saudáveis. Clique aqui para ter acesso à íntegra do trabalho.

     


  • O que acontece com o alimento quando o ingerimos?

    Publicado em 20/06/2023 às 9:42

    O Dr. Alex Rafacho, coordenador do Laboratório de Investigação de Doenças CrônicasLIDoC e professor associado do Departamento de Ciências Fisiológicas participou da edição de abertura do Eslen podcast, voltado à entrevistas de professores e cientistas atuantes no Brasil. Com mais de 65 mil visualizações até o momento os seguintes temas foram abordados: O que acontece com o alimento quando o ingerimos; do que se trata o pâncreas exócrino e endócrino; o caminho do alimento no organismo; lipogênese; quilomícrons e a relação com a insulina; aminoácidos e a glicose na digestão; a “demonização” do carboidrato e o papel da frutose; a frutose da fruta e dos refrigerantes; bebidas açucaradas e a saciabilidade (ou falta de); má alimentação e nossa cultura; limite individual de massa adiposa; teoria da expansibilidade da massa adiposa; esteatose hepática e pancreática; sobrepeso e obesidade e a relação com diabetes; perda de massa e diabetes; estilo de vida, diabetes e seus medicamentos; conclusão da relação entre sobrepeso, obesidade e diabetes; capacidade de danificar o pâncreas; como identificar possíveis problemas no pâncreas; exercício físico e metabolismo; exercício físico e sensibilidade à ação da insulina; 5 dicas para tentar melhorar sua saúde; medicamentos e o avanço da farmacologia no diabetes; não perca peso sem fazer atividade física; como está a ciência atualmente no Brasil; a importância da ciência para a sociedade; como está a capacidade das pessoas de entenderem método científico e o que o Brasil precisa enfrentar na educação para sermos protagonistas. O conteúdo pode ser acessado aqui.


  • As vias aéreas como condicionadoras do ar que respiramos.

    Publicado em 26/05/2023 às 12:59

    Em artigo recentemente publicado, professor do Departamento de Ciências Fisiológicas descreve sobre as trocas de calor e água entre as vias aéreas e o ar que movimentamos durante a respiração. Esse processo de condicionamento do ar é fundamental para a manutenção da integridade estrutural e funcional das nossas vias aéreas. Clique aqui para acessar o artigo.


  • Ingestão de erva-mate, associada a uma dieta balanceada, pode auxiliar na prevenção e tratamento de doenças crônicas.

    Publicado em 28/04/2023 às 14:35

    Revisão Sistemática desenvolvida no Departamento de Ciências Fisiológicas sugere que, a ingestão de erva-mate, associada a uma dieta balanceada,  pode auxiliar na prevenção e tratamento  de doenças crônicas. O trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Fisiologia Cardíaca & Vascular (CardioVasc Lab) sob orientação do Prof. Dr. Guilherme F. F. Speretta e foi publicado na revista Nutrition Reviews (Fator de impacto 6.84). A publicação, derivada da dissertação de mestrado da estudante Manuela F. B. José do Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Ciências Fisiológicas, também contou com a participação de estudantes do PPGs em Neurociências e Nutrição da UFSC. Clique aqui para acessar o trabalho.


  • Poluentes ambientais reduzem a viabilidade de ilhotas pancreáticas em ratos: uma porta aberta para o diabetes?

    Publicado em 14/03/2023 às 14:41

    Trabalho científico desenvolvido no Departamento de Ciências Fisiológicas demonstra que poluentes ambientais, tais como o malation, um pesticida organofosforado muito utilizado para o controle de pragas (insetos) em diversas lavouras no Brasil e outras regiões do planeta, incluindo o controle de mosquitos implicados na transmissão da malária e da dengue, podem ser prejudiciais ao pâncreas endócrino de ratos. O trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Doenças Crônicas (LIDoc) sob orientação do Prof. Dr. Alex Rafacho. O estudo sugere que o malation administrado de forma aguda em doses elevadas (que mimetizam acidentes de manejo ou intoxicações deliberadas como a ingestão do produto) afetam a viabilidade e a função das células beta e alfa pancreáticas, alertando para o potencial fator de risco no desenvolvimento de diabetes em humanos. Clique aqui para ter acesso à íntegra do trabalho.


  • UFSC sediou a XXVII edição do Simpósio Brasileiro de Fisiologia Cardiovascular

    Publicado em 07/03/2023 às 9:49

    O Simpósio Brasileiro de Fisiologia Cardiovascular (SBFCV) foi criado como Minissimpósio em 1996, idealizado por dois laboratórios dos Departamentos de Fisiologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP/USP) e da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), e ganhou proporção nacional após a adesão de outros grupos pesquisadores interessados na área de Fisiologia Cardiovascular. A XXVII edição do SBFCV  foi sediada pela primeira vez na UFSC, entre os dias 1 e 3 de março de 2023. Duzentas e dez pessoas de 11 estados e do distrito federal se inscreveram no evento e 121 trabalhos foram aprovados para apresentação oral ou pôster. A sessão de abertura foi coordenada pelo presidente da comissão organizadora, Prof. Dr. Guilherme F. F. Speretta (CFS/UFSC), e contou com a participação das seguintes autoridades: Prof. Dr. Alexandre V. Nogueira (Diretor do Centro de Ciências Biológicas – UFSC), Prof. Dr. Benedito H. Machado (Idealizador do SBFC – FMRP-USP), Prof. Dr. Eduardo Colombari (Presidente da FESBE), Prof. Dr. Jacques Mick (Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação da UFSC) e Prof. Dr. Wagner L. Reis (Subcoordenador do PPGMCF/UFSC). O Prof. Dr. Jamil Assreuy (FMC/UFSC) coordenou uma sessão e foi homenageado por sua trajetória e contribuições acadêmicas. Destacamos que, a comissão organizadora foi composta por professores do CFS/UFSC (Dra. Domitila A. Huber, Dra. Fernanda B. Lima, Dr. Flaviano Lorenzon, Dr. Guilherme F. F. Speretta, Dra. Renata M. Lataro, Dr. Wagner L. Reis) além de 14 estudantes de graduação e pós-graduação do CCB/UFSC.


  • Departamento de Ciências Fisiológicas abre processo de seleção de monitores para o semestre de 2023/01

    Publicado em 06/03/2023 às 16:35

    O Departamento de Ciências Fisiológicas abriu processo de seleção de monitores do CFS no semestre 2023.1. O período de inscrições será de 07 de março a 15 de março de 2023. Os candidatos devem enviar a documentação ao professor responsável. Acesse aqui para maiores informações.


  • .

    Publicado em 24/01/2023 às 11:46

    Fisiologia Cardiovascular Resultado da Prova Escrita

    Fisiologia Cardiovascular Ajuste de Cronograma

     

    Fisiologia Endócrina Resultado Prova Escrita

    Fisiologia Endócrina Ajuste de Cronograma

    ERRATA novo link para Sessão Pública para apuração do Resultado


  • LABORATÓRIO DE NEUROPLASTICIDADE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS DO CCB REALIZA O I ENCONTRO INTERNACIONAL FLORIPANEURO EM FEVEREIRO DE 2023

    Publicado em 23/12/2022 às 9:54

    O Laboratório de Neuroplasticidade do Departamento de Ciências Morfológicas do Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Santa Catarina estará realizando o I Encontro Internacional FloripaNeuro. O evento tem como objetivo reunir renomados neurocientistas para discutir os avanços no campo da Neurociências, com foco no envelhecimento, neurodesenvolvimento, neuroplasticidade, neuroinflamação e neurodegeneração. O evento será patrocinado pela International Parkinson and Movement Disorder Society e pela CAPES e ocorrerá entre os dias 08 e 10 de fevereiro de 2023. Mais informação acesse aqui.


  • GRUPO DE PESQUISADORES COORDENADO POR CIENTISTA DO LABORATÓRIO DE DOENÇAS CRÔNICAS (LIDoC) DO CFS PUBLICA PESQUISA EM REVISTA CIENTÍFICA CONCEITUADA NA ÁREA DE POLUENTES E IMPACTOS NA SAÚDE HUMANA.

    Publicado em 20/11/2022 às 14:23

    A equipe de pesquisadores, pós-graduandos e graduandos do Laboratório de Doenças Crônicas (LiDoc) do CFS,  sob a coordenação do Prof. Dr. Alex Rafacho, acaba de publicar o resultado de uma pesquisa em conceituada revista científica chamada Environmental Pollution, cujo índice de impacto é de 9,98. A pesquisa investigou o efeito da administração crônica de malation (um pesticida organofosforado) antes da gravidez em ratos sobre homeostase da glicose nas mães e nos filhotes.

    A equipe de pesquisa coordenada pelo Prof. Rafacho contou com pós-graduandos do Programas Multicêntrico em Ciências Fisiológicas e Farmacologia do CCB/UFSC, uma graduanda do Curso de Ciências Biológicas do CCB/UFSC,  um pesquisador do Centro de Estudo Epigenético e Regulação Gênica (CEEpiRG) da Universidade Paulista (UNIP), além da colaboração de pesquisadores espanhóis das cidades de Sevilha (Centro Andaluz de Biología Molecular y Medicina Regenerativa-CABIMER) e Elche (Instituto de Investigación, Desarrollo e Innovacón en Biotecnología Sanitaria de Elche – IDiBE).

    De acordo com Prof. Rafacho, “Se trata de um trabalho onde demonstramos, em ratos, que o pesticida organofosforado malathion, quando administrado em período que antecede a gestação, atua como fator de risco para o diabetes gestacional bem como fator de risco para prediabetes na prole macho e fêmea. É importante ressaltar que os efeitos já foram o observados a partir de concentrações permitidas inclusive para a ingestão em humanos, de acordo com o que preconiza agências reguladoras nacional e internacionais”.

     

    Trabalho com acesso liberado gratuitamente até 31/12: https://authors.elsevier.com/a/1g3sazLNScAog”